Reviews

Por mais paradoxal que possa soar, publicar resenhas requer uma responsabilidade MUITO grande, afinal estamos avaliando uma obra inteira de uma pessoa.

Estou tocando nesse assunto, pois sempre quis saber como as pessoas que publicam resenhas fazem as mesmas.

Gene Simmons certa vez disse que ele buscava fazer com o show do Kiss, algo que ele jamais tinha visto e queria ter presenciado em outros shows.

Eu aplico a mesma coisa ao H2R, o fato deu estar tocando num assunto tão infreqüente, se dá pelo mesmo motivo do baixista do Kiss: Eu sempre quis ver isso em outros veículos que publicavam resenhas, mas eu nunca vi, e então quando eu fiz o H2R eu tinha em mente que ele teria tudo que outras publicações não tinham.

Meu equipamento:

Na hora de fazer uma resenha, eu procuro extrair o máximo possível da qualidade da música, logo, eu NUNCA vou fazer uma resenha usando um daqueles fones de ouvido de 5 reais que você encontra em qualquer camelô.

O que eu normalmente uso nas resenhas:

Fone de Ouvido Porta Pro da Koss -

Um dos melhores fones que eu já usei, recomendo a todos, comprei 2 dele quase de graça em uma feira de produtos contrabandeados feita pelo governo, e como ele é caríssimo, deixo ele guardado em um lugar seguro e só uso para fazer as resenhas, eu NUNCA faço uma resenha de um álbum sem fones de ouvido, porque é com os fones que nós conseguimos extrair ao máximo a “essência” da música.

Panasonic AS-AK200 –

De todos os sons da era “não mp3”, esse foi o que eu já escutei que tem a melhor equalização, logo, não troco esse som por nada nesse mundo, o dia que eu fazer uma resenha usando as caixinhas de som do computador, podem acabar com o H2R.

O meu Panasonic eu conecto ao PC, e escuto as músicas na melhor qualidade possível.

Ambiente:

Acham exagero eu estar escrevendo até isso? Então vejam algo que eu li, para entenderem o porque:

“Certa vez eu li em uma revista especializada que um dos editores resenhava o disco na mesa, enquanto trabalhava, e fazia 1000 coisas ao mesmo tempo, se o disco fosse muito bom ao ponto de prender a atenção dele, ele parava tudo e escutava so o disco, se não, ele dava qualquer nota e escrevia algum comentário vago.Isso foi o próprio cara quem falou! Na maior tranquilidade, como se todo mundo fizesse isso(e é o que a maioria faz mesmo)”

Depois de tomar conhecimento desse fato, fiquei “horrorizado” e prometi que nunca iria fazer algo parecido…

Enfim, na hora da resenha final, eu procuro fazer as mesmas 100% concentrado na música, pois na hora de fazer uma resenha, um ambiente conta sim, logo, eu procuro estar o mais confortável possível, chego do trabalho, tomo um banho, como alguma coisa, relaxo, coloco apenas a luz da luminária bem baixinha, e boto pra fuder no som, ou seja, tem todo um ritual na hora de fazer uma resenha, é como um estado de transe profundo.

Progresso das resenhas:

Não é raro você escutar um disco e de cara não gostar, e em outra ocasião você escutar ele novamente e amá-lo.

Partindo desse princípio, eu NUNCA faço uma resenha sem ter escutado o disco pelo menos umas 5 vezes, então, quando eu escolho um disco para resenhar, eu escuto ele várias vezes antes de fazer a resenha final, que será a que vai ser publicada no H2R.

Ordem das resenhas:

Eu faço as resenhas em ordem cronológica da discografia de cada banda, então, vocês sempre saberão qual será a próxima resenha de cada banda.

Se eu já tiver publicado alguma resenha dela, será sobre o próximo disco que a banda lançou, mas se eu ainda não tiver resenhado nenhum disco de alguma banda, o primeiro que eu irei fazer será o primeiro da sua discografia, o mais antigo.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)

Facebook Comments

comments

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*