Category: Lautrec

O Lautrec foi uma das Single Bands mais lendárias da New Wave.

Vários fatos atípicos cercam a história dessa banda inglesa que apesar de não ser muito conhecida na sua cidade, Bristol, conseguiu fazer shows com grandes bandas na época.

De todas as Single Bands da New Wave, eles foram um dos que tiveram mais situações curiosas, como as coisas que aconteceram com os membros após a dissolução da banda (sim, diferente de bandas totalmente obscuras, nós temos uma quantidade relevante de informações sobre a banda), como por exemplo, uma coisa que deveria ter acontecido com muitas single bands da New Wave: A formação posterior de uma nova banda, que deu origem a um álbum completo.

No caso do Lautrec, os líderes da banda formaram o Stampede, que teriam incluídas no re-lançamento em CD do seu Debut, músicas inéditas do Lautrec.

Como o Lautrec é considerado uma banda lendária dentro das Single Bands, o H2R preparou a maior matéria que se tem notícias sobre a banda, e fomos além.

A seguir, uma resenha completa do único single do Lautrec, e como bônus eu disponibilizo as quatro músicas bônus relançadas pelo Stampede, sendo duas delas inéditas até então, além de outras versões com qualidades diferentes, o que somam 7 músicas nesse download.

Aqui no H2R, você não tem acesso a nada mais ou menos, você tem acesso ao que há de melhor.

Vou começar essa resenha fazendo uma explanação geral sobre as 7 faixas presentes aqui:

As faixas 2,3 e 7 são a mesma música. A faixa 2 é tem menos qualidade na gravação, já as faixas 3 e 7 tem muita qualidade, e são praticamente a mesma versão, que é a que saiu nos re-lançamentos, com diferenças mínimas entre elas.

As faixas 1 e 6 são as mesmas, e a 6 é a mesma versão, que é a que saiu nos re-lançamentos.

As faixas 4 e 5 são as novas, que saíram nos re-lançamentos.

A minha resenha será apenas abordando as 4 faixas que saíram no re-lançamento.

A letra de “Mean Gasoline” fala de um tema comum: Motociclistas e suas motos. A sonoridade é uma mistura de Saxon com AC/DC.

Riffs bem tradicionais e um bom solo, um Heavy Metal Tradicional maduro e coeso, mas nada de outro mundo.

“Shoot Out the Lights” é muito boa. Começa com uma batida bem básica, mas fundamental, um grande riff, e até um breve momento de balada, mas que é rapidamente interrompido pelo rockão.

Aqui todos os instrumentos soam muitíssimo bem encaixados.

Mais uma mistura fatal de AC/DC com Saxon.

O refrão é muito bom, e esse é o “grande clássico” do Lautrec.

“Midnight At The Moulin Rouge” trás novamente ótimos riffs, e tem uma quebra de ritmo que é um tesão. Reuben Archer canta demais.

As guitarras dão mais um show, e esses backing vocals também são fodas. Ela tem até uma levada dançante no final.

“Red Light Ruby” não deixa a peteca cair, e é outro metalzão. Aqui o baixo é mais presente, e o vocal me surpreende positivamente.

Eu diria que “Red Light Ruby” tem uma alma punk, eu não sei porque mas eu sinto isso.

Essa atmosférica dramática, acompanhada pelo jeito como Reuben Archer canta e os riffs e solos, tudo isso torna essa música especial.

Chegando ao final dessa audição, eu acho que todos vão concordar que a dupla Reuben/Laurence Archer tinha talento para ter feito muitos outros álbuns, e é mais uma talentosa dupla underground na cena Heavy Metal.

Reuben Archer me lembra em alguns momentos Biff Byford do Saxon, e eu acho que a turnê com os gigantes Ingleses pode ter influenciado na sonoridade do Lautrec, visto que eles pegaram a melhor fase do Saxon, na turnê Weels Of Steel.


Imagens:


Lista de Músicas
(Comentadas):

1. Mean Gasoline (03:42) 8,5
2. Someone To Kill / Shoot Out the Lights (03:12) 9,0
3. Midnight At The Moulin Rouge (03:37) 8,75
4. Red Light Ruby (03:23) 9,25


Nota:
9,00

Músicas (Single original):

1. Mean Gasoline (03:42)
2. Someone To Kill / Shoot Out the Lights (03:12)


Tempo total: 06:54

Músicas (Single original + Bônus):

1. Mean Gasoline (03:42)
2. Someone To Kill / Shoot Out the Lights (03:12)
3. Shoot Out the Lights (03:22)
4. Midnight At The Moulin Rouge (03:37)
5. Red Light Ruby (03:23)
6. Mean Gasoline (04:21)
7. Shoot Out the Lights (03:15)


Tempo total: (24:55)


Formação:

Reuben Archer – Vocal
Laurence Archer – Guitarra
John Philips – Bateria
Steve Holbrook – Teclado
Simon Ridler – Baixo

Vídeos:


Fatos e Curiosidades:

- Hoje em dia, o tecladista Steve Holbrook é um famoso guru espiritual, e se você duvida, basta acessar o site do mesmo: http://www.steveholbrook.co.uk/pages/

- O guitarrista Laurence Archer tocou no UFO e no Grand Slam com Phil Lynott. Ele também foi um membro do Wild Horses e do Medicine Head antes de se aposentar da música em 1994.

- Esse single, junto com mais duas músicas do Lautrec, foram re-lançados em 2006, pois saíram como bônus na remasterização do debut do Stampede, o Hurricane Town.

- Não existe uma música chamada “Someone To Kill”. A música “Shoot Out The Lights” acabou sendo erradamente nomeada como “Someone To Kill” no original 7″ single.

- Posteriormente o baterista John Philips se uniu as bandas Weapon e Megaton.

- Apesar de não serem muito conhecidos, na época eles abriram shows do Def Leppard e Magnum, além de terem feito duas turnês com o Saxon, e isso antes mesmo de lançarem um single.

- Reza a lenda que após a primeira turnê com o Saxon, os gigantes britânicos ficaram tão impressionados com o Lautrec que chamaram eles de volta para a turnê do Wheels of Steel.

- O vocalista Reuben Archer e seu filho adotivo Laurence Archer eram os responsáveis por todas as letras da banda.

- Inclusive, Laurence tomou gosto pela música após ver um show de Eric Clapton, e após esse show ele vendeu sua bicicleta (que era uma de suas paixões) e comprou uma guitarra.

- Reza a lenda que Clapton tinha algo em comum com Reuben e iria encontrar a dupla Archer após o show, o que não aconteceu pois Clapton ficou bêbado.

- Um single original em boas condições do Lautrec está avaliado em mais de 700 euros.

- Uma edição de julho de 1980 da revista Sounds destacava o ótimo show do Lautrec:

“But on the contrary, what I saw was a band that managed,to shake a very small audience into rapturous delight, which is much, much harder to do than rouse 2000 diehards. Lautrec maintained my attention throughout their set. They bring life and imagination to their music. They’re going to be all over you in no time at all.”

(Rab, Sounds, 19/07/80)

- A dupla Reuben e Laurence Archer estavam ativos na cena musical em 2010, gravando e fazendo shows com a banda Stampede.


Creditos:
Por
Victor Kataóka.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)